O uso de óleos essenciais para cuidados capilares

O uso de óleos essenciais para cuidados capilares

Publicado por: Keila Publicado: 25/09/2020 Visitas: 4925 Comentários: 0

Você sabia que é possível aproveitar os benefícios dos óleos essenciais para cuidar do cabelo? Os óleos essenciais possuem diversas propriedades terapêuticas e farmacológicas, e são uma excelente opção para práticas naturais nos tratamentos capilares.


Cada óleo possui características específicas e ativos farmacológicos muito concentrados, por isso funcionam de maneira diferente no organismo humano. É necessário entender as funções de cada óleo para poder aproveitá-los da melhor forma, e nunca aplicar o óleo essencial de qualquer jeito no cabelo.


Para este texto, buscamos conhecimentos de Aromaterapeutas e conversamos com a médica e tricologista Drª Anaflávia Oliveira sobre formas de uso, cuidados, mitos e verdades sobre o uso de óleos essenciais nos cabelos. 

Principais óleos essenciais utilizados nos cuidados capilares

Os óleos essenciais de lavanda, tea tree e alecrim são muito utilizados nos cuidados capilares.

Óleo essencial de Lavanda

O famoso óleo essencial de lavanda pode ser utilizado para acalmar, hidratar, auxiliar em casos de inflamação e no tratamento de caspa, foliculite, entre outros problemas com sinais inflamatórios.

Óleo essencial de Tea Tree

O óleo essencial de Tea Tree é considerado, depois da Lavanda, um dos mais úteis na Aromaterapia. É muito utilizado em limpezas, auxilia no combate à acne, além de ser benéfico contra seborreia e caspa.

Óleo essencial de Alecrim

O óleo essencial de alecrim é estimulante e vasodilatador, muito utilizado em tratamentos de calvície. É contra-indicado para pessoas com pressão alta.


Para você entender mais sobre o uso de óleos essenciais em cuidados capilares, conversamos com a Drª Anaflávia Oliveira, tricologista pela International Association of Trichologists que atua dentro dos conceitos da Saúde Integrativa priorizando os tratamentos mais naturais. 


Cuidados no uso de óleos essenciais no cabelo


Segundo a drª Anaflávia, “um óleo essencial que esteja presente na formulação de um produto pronto (formulado e sob responsabilidade de uma empresa), o uso é seguro e não demanda grandes cuidados. 


O problema está em utilizar o óleo essencial sem o conhecimento técnico. Estes óleos extraídos de uma parte da planta são extremamente concentrados e possuem em sua composição milhares de moléculas de famílias químicas diferentes, cada uma com ação terapêutica específica. Por isso, possuem várias contra-indicações e cuidados que devem ser levados em conta, antes de usar. Mulheres grávidas, amamentação, pessoas que tem a pele sensível ou alérgica, hipertensão arterial, crianças, etc.” 


Para quem gosta e quer começar a utilizar os óleos essenciais em casa, a drª Ana recomenda primeiramente fazer um curso antes ou procurar ajuda profissional (aromaterapeuta ou profissional da saúde que tenha formação em aromaterapia) para elaborar uma receita de uso específica para você. 

Como usar óleo essencial no cabelo: puro ou diluído?

Não é recomendado passar o óleo essencial puro no cabelo, nem se for apenas nas pontas. Segundo a drª Ana, “o óleo vegetal pode ser passado no cabelo, mas o óleo essencial, recomendo diluir primeiro no óleo de abacate que possui alta compatibilidade com o cabelo e tem uma absorção melhor no fio e couro cabeludo. Diluir em aloe vera também é uma boa pedida.”

Pode utilizar óleo essencial na argila para aplicar no cabelo?

Existem máscaras de argilas que podem ser utilizadas para tratamento capilar. Perguntamos para a drª Ana se podemos pingar algumas gotas de óleo essencial da máscara para aplicar nos cabelos.


Na máscara de argila, a adição de algumas gotinhas pode ser realizada sim e traz muitos benefícios. Mas, recomendo fazer apenas com conhecimento técnico devido ou acompanhamento de um profissional para escolher o óleo mais adequado e a diluição correta”, informa a drª Ana.

É indicado misturar óleo essencial no shampoo ou condicionador?

Segundo a drª Ana, “apesar de não ser adequado, dependendo da forma que é feito, pode. Digo isso, pois qualquer adição de substância em um produto, pode desestabilizar a fórmula que foi elaborado por um químico e testada seguindo regras técnicas para aumentar a segurança e eficácia da fórmula ao entrar em contato com a pele. Para quem deseja adicionar, seria prudente não adicionar no frasco inteiro. Separar uma parte do shampoo/condicionador em um potinho e aplicar apenas 1 gota do óleo.” 


O uso de óleo essencial não é um tratamento isolado

Dificilmente um produto usado sozinho tem efeito milagroso. Os cuidados com o cabelo envolvem diversas práticas importantes para um tratamento eficaz e completo, como lavar o cabelo com a temperatura adequada e usar os produtos certos para cada caso e tipo de cabelo. Por isso, é muito importante se atentar a todos os cuidados necessários para ter um cabelo saudável. Consultar com um profissional da área é sempre a melhor escolha para entender qual é o tratamento completo e necessário para o seu perfil.


Perguntamos para a Drª Ana se ela concorda que o uso do óleo essencial não é um tratamento isolado, é sempre necessário um tratamento integrado que envolve outros cuidados, e ela respondeu: “sim, claro. Não podemos pensar em tratamento capilar fazendo monoterapia, ou seja, utilizando um único tipo de ativo e/ou técnica. 


Os melhores resultados aparecem quando fazemos associações. Este efeito chama-se sinergia (cooperação), que é quando o todo supera as partes. Ao tratar o cabelo, isso acontece quando dois ou mais ativos e/ou técnicas associados atuam em conjunto potencializando o resultado se comparado ambos isoladamente.


Como falamos algumas vezes ao longo desse texto, cada pessoa tem um tipo de cabelo e necessidades específicas. Portanto, o melhor caminho é sempre consultar um profissional direcionar o que é melhor para você. Para um uso seguro dos óleos essenciais, procure também um profissional com certificação em aromaterapia. 


E você, já conhecia os cuidados necessários para desfrutar dos benefícios dos óleos essenciais também no cabelo? Nos conte nos comentários.


Aproveite e siga drª Anaflavia no instagram e conheça seu trabalho. 


Tags: óleos essenciais, aromaterapia, cuidados capitares, cabelo, tratamento capilar, entrevista

Comentários

Escreva o comentário

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.